• Renato Fernandes

Balada dos quatro meses

Você chegou e a noite se despedia Ocupada em afugentar os sonhos dos homens Mas eu despertava, você despertava Irrompemos afoitos neste mundo Recebidos por mil mãos sorridentes Embalados pelo dia que surgia Você chorou e o silêncio se despedia Fez a todos saber que chegara Abriu os olhos como dois lentos eclipses Reluzindo céus, terras e mares A nós e nossos avessos Como o aleph da borgiana alegoria Você sorriu e a dor se despedia Inverteu o sentido das coisas Eis que soube o que não me ocorria E esqueci o que de nada valia Naquele átimo em que vieste ao mundo Você brilhava, eu morria e renascia

26 visualizações

©2019 by CADERNOS CÁUSTICOS. Proudly created with Wix.com